Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Furiosa, furiosa, furiosa...

Aviso prévio: post sem qualquer interesse (no seguimento da normalidade, portanto), com demasiados insultos e revelador de instintos agressivos. Serve apenas como catarse de frustrações da blogger.

aqui falei da Tangerina, uma cadelinha abandonada sem dó nem piedade e acolhida pela minha mãe.
Entretanto, a pequenina cresceu. A puta!
Pois, é. Aquilo é um monstro com um ar cândido e olhos azuis. E é esse ar cândido que me impede de a espancar violentamente.
Há donos de animais que os educam e sabem sempre quando devem dar uma palmada pedagógica, para lhes incutir normas. Não é o meu caso, deixo-os abusarem de forma inequívoca e vivo tranquilamente com as consequências da falta de disciplina da minha "bicheza".
Até a data nunca bati em qualquer animal. E ressalto a expressão "até à data", porque a missão da Tangerina no mundo é testar a minha paciência.
Em consequência da minha conduta permissiva, a cabra com nome de citrino atira-se a mim sempre que me vê. E suja-me toda. E eu resmungo e chamo-lhe cadela má. E a seguir dou-lhe biscoitinhos.
Já os meus pais tentam ministrar-lhe alguma disciplina. Mas debalde, porque se a barregã percebe que está a fazer asneiras, usa uma técnica nunca vista de pedir desculpas, que consiste em espojar-se no chão na frente das pessoas e tentar meter a cabeça pelo meio das nossas pernas (sim, é um cenário lindo). A consequência é que nos enche as beiras das calças de baba. A rameira!
Mas ela só quer brincar e tem um olhar desarmante. A meretriz!
Ora, hoje a grandessíssima putéfia resolveu demonstrar o seu entusiasmo por me ver precisamente quando eu descia as escadas equilibrando nos braços a carteira, um computador, uma pasta atafulhada com processos e um saco com duas tupperwars de melão (que querem? uma gaja precisa de comer).
Assim que ouviu os meus protestos, a facínora rebolou a meus pés.
A consequência foi que os senhores que andam a arranjar a estrada em frente à casa assistiram a uma queda visualmente digna de um acrobata que tenha passeado o charme pela cama da princesa Stephanie.
E eu recolhi os meus pertences e os restos da minha dignidade espalhados pelo chão.
E não lhe bati. À galdéria.
Se eu nunca arriar uma boa sova naquela pega, estou destinada a nunca perder a paciência com qualquer animal.

24 comentários:

Malena disse...

Ahahahah! Pelos nomes que lhe chamaste já vi que não lhe vais bater mesmo!! :P

marta, a menina do blog disse...

Falta "Prestadora de Serviços"! Como é que te pudeste esquecer!! Ainda podia surgir uma nacionalidade ou outra, daquelas que quase todos os dias aparecem no Correio da Manhã a dizer que foram apanhadas em bares de alterne e recambiadas, mas depois os anónimos caiam aqui todos, e era uma chatice.

Badameca da cadela, pah!

S* disse...

Os bichos sabem ser falsos... fazem aquele ar de carneiro mal morto quando fazem merda.

AC disse...

Tão fofinha...eu também tenho uma cadela, a minha adora telemóveis, já conseguiu trincar e reduzir a peças dois mas depois elas fazem aqueles olhinhos de cachorrinho abandonado e ficamos sem argumentos, só resta mesmo perdoar... senão te magoaste muito deixa-lá melhores dias virão:)

Hayley Nya* disse...

haha Olá! Desculpa mas não pude deixar de me rir! :) Bem, em definitivo a cadela é mesmo mal comportada. Já pensaste em contactar o Encantador de Cães? haha pode ser que resulte! ;)

Nina disse...

Ai o que me ri!
Pronto. Desarma-te. Isso é que é.lol

Pusinko disse...

Note-se que barregã é um termo em claro desuso e que eu estimo.
O resto do post está demais... como tu sabes fazer.
Mas com o insulto "barregã" ficou nos píncaros!

Vá paciência! Ela gosta de ti, que é que queres?

Violeta Extravagante disse...

Ahahahha!!
Grande cadela...looool


beijos :))

ricman disse...

Assim por alto contei 11 ou 12, digamos, adjectivos. És a minha "heróia", Julie :-)

Ísis disse...

loooooooooool

Miss Murder disse...

Hayley: ahaha Encantador de cães.
Olha que há bichos que sei lá, parece que são a encarnação do diabo sei lá. Tive um cão uma vez que era mesmo qualquer coisa do outro mundo.

Petra disse...

hahhahahhahahhahahahhha Oh Julie... já me mijei a rir!!! Tens de lhe dar umas palmadas nas nalgas... mas de vagarinho ok?

ELISABETE FERRO disse...

MINHA LINDA,Là DIZ O DITADO-CAO QUE LADRA NAO MORDE,LOL.
PELOS VISTOS A FURIA JA PASSOU(sem ter batido portanto)JA LHE DEU UNS BISCOITINHOS E PASSOU A MAO NA CABECINHA DA BICHA E ASSUNTO ARRUMADO(a coça fica para outra vez,nao?)DEIXE A BICHINHA,NA PROXIMA VEZ,FAçA DELA UM SACO DE BOXE,LOL.


P.F.NAO LEVE O MEU CONSELHO A PEITO,EU TAMBEM ANDO A PRECISAR DEITAR A FURIA NO SACO DE BOXE.LOL.BJINHO

Maria disse...

Ahahah . :)

Rui da Bica disse...

E pronto !... Nada como aliviar com uns palavrões ! Vai-se a raiva num instante ! :)))
Outra solução será ir para debaixo de uma ponte de caminho de ferro e berrar o mais alto possível quando passar o combóio ! :)))
... Não acredito que chegue o dia em que a bichinha vai virar sumo citrino ?! :)))
.

Me disse...

Ahahaha! Há bichos assim... num minuto um diabo, no outro um anjinho irresistível!

Pensa assim, um dia destes já tens um planeta no céu (qual cantinho!!!)!

A.S. disse...

Ah!... acho que a Tangerina é esperta e já descobriu o teu fraco! :))


Beijo!
AL

Mim disse...

Eles até sabem que nós não gostamos do que fizeram, só não percebem porquê. Que raio de mal é que tem roer um chinelo ou uma almofada de penas?
Mas se o dono fica zangado, o melhor é atirar-lhe um camião de charme para cima e, com sorte, ainda me dá um biscoito. loool
São terríveis. :)

Turista disse...

Querida Julie, nem com todos os palavrões conseguiste retirar ao texto a ternura reciproca, por essa tua grande cadela. :)))

Corina de Oliveira disse...

Tens mesmo que a educar, senao vais dar em maluca LOL

Catarina Reis disse...

Gostas mesmo de animais Julie. Mas talvez uma escola para caninos resulte. AH!AH! Estás feita. Beijos

Bloga-mos disse...

Já despachaste o namorado para parte incerta?

Tio do Algarve disse...

Desculpa, mas não consegui evitar uma gargalhada, depois de me ter rido ao longo do texto...

Excelentes adjectivos para a dita!

Julie D´aiglemont disse...

Bloga-mos: ao fim de 9 anos ´+e difícil arranjar desculpa para despachar o moço, eheheh. Ainda por cima, afeiçoei-me a ele, caraças.